Sabemos que é considerado um espião aquela pessoa que se dedica a observar ou ouvir aquilo que está acontecendo com a intenção de obter informações e conhecimentos à pessoa interessada, certo?

Espionagem, portanto, se dá ao conjunto de técnicas e práticas utilizadas cuja finalidade é a de obter sempre dados de forma disfarçada/clandestina. E foi mais ou menos isso que um fotógrafo ucraniano fez!

Zhenya Kotenko usou o quintal de sua casa durante 4 anos para registrar tudo o que acontecia no banco de uma praça que é localizada ali. Por ser um local muito utilizado por alcoolicos, ele começou o projeto por simples curiosidade de registrar momentos engraçados. Durante esses quatro anos, muitas cenas curiosas – algumas até estranhas – foram registradas.

Com isso, decidimos compartilha-las com vocês! Confira as fotos de Zhenya Kotenko durante esses quatro anos:

Neste praça verás muitas coisas…

Entre os assuntos comentados, com toda certeza um dos favoritos deve ser a política.

As fofocas também devem reinar.

A ideia de espionar a vida dos outros é tão antiga quanto o mundo, e foi isso que o fotógrafo observou como as pessoas viviam suas vidas.

Tem gente que senta para ler e outros para se beber.

O companheirismo no banco da praça parece reinar.

Um lugar para se conversar consigo mesmo, depois de tomar uma de leve.

Mesmo no frio, ele (o banco) é sempre procurado.

Nesta coleção de fotos, podemos ver que o banco parece ser o centro do mundo, do qual tudo está girando.

Seria esse cão um agente disfarçado?

Um local para namorar…

Para beber…

Descansar…

Conversar…

Beber entre amigos…

Ficar doidão…

Levar um tombão…

Beber todas…

Todas mesmo.

Descansar no ombro amigo.

Olha o cão novamente.

Um lugar para se observar as pessoas que passam.

E beber mais ainda…

Bater aquele papo cabeça…

Como os ucranianos gostam de relaxar, não acham?

OBS: Olha o cão, de olho em tudo.

Além de outras coisas mais… eita!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here