Afinal, quais impactos que um acidente nuclear pode provocar aos entornos de uma usina danificada? A verdade é que, independente do que aconteça, a natureza sempre dará um jeito de prosperar.

Um novo e impressionante projeto fotográfico de Arkadiusz Podniesinski recentemente revelou imagens nunca vistas antes, oferecendo uma visão sem precedentes da selvagem e desolada zona de exclusão em torno da usina nuclear de Fukushima – onde toneladas de solo contaminado estão intocadas e a floresta está engolindo centenas de veículos e casas abandonadas.

Foto: Reprodução/Powerful Mind.

A zona de exclusão de 20 quilômetros em torno da usina nuclear agora se assemelha a cenas pós-apocalípticas de The Walking Dead depois que foi imediatamente abandonada após o desastre nuclear de 2011. Na apelidada “zona vermelha”, que é onde a radiação se mantém mais crítica, tudo foi abandonado às pressas e nem mesmo trabalhos de descontaminação podem ser conduzidos pelas autoridades japonesas.

As pessoas abandonaram a área depois de alertarem sobre níveis perigosos de radioatividade, deixando carros, salas de aula e bibliotecas sendo engolidas pelo deserto, em cenas marcantes que lembram aqueles vistos no show, em que cidades inteiras foram deixadas em estase após zumbis invadirem o planeta.

Foto: Reprodução/Powerful Mind.

Quando Podniesinski obteve permissão para entrar na área, ele disse que foi confrontado com uma cena semelhante a um de um filme pós-apocalíptico, escrevendo em seu site: “Não são os terremotos ou tsunamis que são os culpados pelo desastre nuclear no Fukushima Daiichi, mas sim os humanos.”

Foto: Reprodução/Powerful Mind.

Ele explicou que empreendeu o projeto para que pudesse tirar suas próprias conclusões sem ser influenciado por nenhuma sensação da mídia, propaganda do governo ou lobistas nucleares que estão tentando minimizar os efeitos do desastre, e repassar as informações obtidas para maior público possível.

Foto: Reprodução/Powerful Mind.

Suas lentes registraram também uma quantidade enorme de sacos pretos empilhados, que acabaram virando um elemento da paisagem. Dentro destes, camadas mais externas do solo – que são as mais contaminadas pela radiação – que foram extraídas afim de amenizar tal impacto. Mas não pense que apenas isso basta: todas as superfícies expostas à radiação devem ser cuidadosamente higienizadas.

“A energia nuclear é a energia de um futuro brilhante”, diz esta placa.

Foto: Reprodução/Powerful Mind.
Separamos algumas fotos inéditas do ensaio que mostram o metódico trabalho de descontaminação, a natureza invadindo Fukushima e o ar de cidade fantasma que a região adquiriu. Confira abaixo:

Plantas engolindo um carro abandonado na zona vermelha de exclusão

Supermercado abandonado exibe espessas teias de aranha

A vista aérea mostra uma quantidade gigantesca de sacos estocados

Operários têm de descontaminar cada centímetro das casas

Sacos pretos com solo contaminado viraram elemento da paisagem em Fukushima

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here