Foto: Divulgação
Quer receber alertas de PASSAGENS AÉREAS PROMOCIONAIS? Baixe agora mesmo o aplicativo do VOUIR.COM e não perca mais nenhuma promoção de passagem aérea!
PARA BAIXAR, CLIQUE AQUI >> VOUIR.COM << 

O México sofreu um terremoto ao final do ano de 2017 com magnitude de 7,1. Com ele trouxe a tona uma descoberta arqueológica muito importante. Infelizmente centenas de pessoas faleceram com o abalo do terremoto e uma pirâmide foi danificada em um sítio arqueológico em Morelo, há 85 quilômetros da capital.

Foto: RONALDO SCHEMIDT / AFP

Ao analisar os danos nas construções astecas a equipe constatou que o impacto do terremoto trouxe a tona um templo que até então estava escondido no interior da estrutura. A pirâmide principal é do século XIII e, de acordo com as pesquisas, o templo foi construído em tributo a Tláloc, o Deus asteca da chuva, em torno dos anos 1150 e 1200 d.C., servindo de base para a pirâmide atual.

Foto: Reprodução

Essa é a estrutura mais antiga já descoberta no sítio arqueológico, comprovando presença de pessoas na região dois séculos antes do que já havia sido comprovado anteriormente. Segundo os arqueólogos da região o templo tem 6 metros de altura por 4 metros de largura e contém muitos artefatos de cerâmica utilizados na época.

Local do sítio arqueológico. Foto: Reprodução/Daily Mail.

Porém, o abalo do terremoto fez com que a estrutura do templo ficasse instável, oferecendo alguns riscos. Isso inviabiliza a visitação no local no momento, mas todos estão estudando a possibilidade de uma restauração para que no futuro a população possa visitar o local.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here